Como deixar a casa limpa e higienizada

02 de fevereiro, 2018

comentários


É dia de faxina: escolha uma roupa confortável, selecione suas músicas preferidas, separe todos os itens que serão utilizados e mão na massa. Existem algumas dicas importantes para facilitar o momento limpeza: não deixe a sujeira acumular, desarrumou–arrume, sujou-lave, quebrou-conserte, pegou-guarde, não usa-doe, faz muita diferença no dia a dia e ajudam a diminuir o tempo de limpeza.

Dar aquela geral na casa é uma tarefa árdua e muito importante, afinal, limpeza está associada a bem estar e saúde. Estar em um ambiente limpo e organizado é algo extremamente prazeroso e reconfortante. Segundo o doutor Artur Timerman, mestre em infectologia pela USP e consultor de limpeza da Condor – “a faxina deve começar pelos quartos e salas, sempre de cima para baixo, antes de passar o lustra móveis é importante retirar o excesso de pó com um pano úmido para não espalhar a poeira. Outra dica: passar o aspirador de pó em cortinas, colchão, travesseiros, carpetes e depois finalizar com a vassoura.
 

O próximo passo é limpar a cozinha e banheiro. Vale também retirar o grosso da sujeira, por exemplo, antes de limpar o fogão passar o papel toalha.
para retirar o excesso de gordura e assim facilitar a limpeza. Os itens utilizados para limpar o banheiro devem ser exclusivos e não devem ser usados em outros ambientes”.
Atenção ao uso exagerado de produtos. Água sanitária pode manchar os móveis e causar reações alergias, sabão em pó -sua fórmula é extremamente alcalina e sua acidez é compatível à soda caustica- causa corrosão no piso. Se usada com muita frequência, contribuirá para o aparecimento de buracos nas superfícies que vão acumular mais poeira e sujeira. Também os famosos panos multiuso devem ser utilizados apenas em pisos laváveis como cerâmica, paredes, vidros e plastificados.
Nem pensar em usar o mesmo pano para limpar a casa toda – este é um erro gravíssimo. “Agir desta maneira é distribuir bactérias por todos os ambientes”, alerta o infectologista. Outro item muito utilizado em casa é o desinfetante. O erro mais comum é limpar o chão com o produto. O correto é limpar os locais que são tocados com as mãos. 

Existem algumas regras valiosas que podem ser executadas diariamente e ajudam a diminuir a sujeira trazida da rua para casa. “Em países orientais existe o costume de deixar os sapatos na entrada da casa. Esta atitude faz parte da sabedoria milenar e pesquisas científicas comprovam que os japoneses estão corretos. A Universidade de Houston realizou um estudo e descobriu que 39% dos sapatos continham bactérias conhecidas como Clostridium difficile resistente a vários antibióticos e é uma ameaça a saúde pública. As doenças acarretadas por ela causam infecção do intestino grosso, especialmente aos colóns, podendo causar colite e casos graves de diarreia. A Universidade do Arizona descobriu nove formas diferentes de bactérias encontradas na sola dos sapatos, ou seja, é um hábito que os brasileiros devem incorporar a sua rotina”, alerta o doutor Artur Timerman, mestre em infectologia pela USP e consultor de limpeza da Condor.

Ao chegar em casa o ideal é tomar banho. Caso não seja possível à opção é lavar bem as mãos por um minuto com sabonete e esfregar com esmero. As mãos são a parte do corpo que mais acumulam vírus, bactérias, protozoários, ovos de vermes e fungos. Por exemplo, ao apertar a mão de outra pessoa, ao abrir a porta, ao se segurar no transporte coletivo. Trocar de roupa também faz parte do ritual de limpeza. Não é possível trocar todas as peças, retire aquelas que estiveram mais sujas. Atenção especial com estes itens: aventais, jalecos, gravatas estão especialmente propensos a reterem sujidades.
 

 

como limpar dicas de limpeza